Os 4 níveis de resistência do cliente

Sempre que você tentar persuadir alguém a comprar alguma coisa de você, existem 4 barreiras psicológicas que você deve superar – antes mesmo de fazer a oferta:

Nível #1 – Reatância

Isso acontece quando seu público-alvo sente que você está tentando limitar a liberdade deles de escolher ou agir. E Ninguém gosta de perder a liberdade.

É por isso que as técnicas de vendas de grande pressão geralmente dão errado, e é por isso que muitas vezes é uma má ideia mencionar seu produto logo no início da sua carta de vendas.

Nível #2 – Desconfiança

Seu avatar provavelmente já viu tantas promessas online que está totalmente cético em relação a qualquer afirmação que você fizer.

Nível #3 – Escrutínio

Pelos motivos explicados acima, o leitor da sua carta de vendas está lendo sua carta de vendas com os dois pés atrás, e vai procurar os menores detalhes no texto para poder dizer: “Ahá, eu sabia que isso era furada!”.

Nível #4 – Inércia

Mesmo que você consiga ultrapassar as 3 barreiras citadas acima, você precisa fazer alguma coisa para tirar o leitor da sua zona de conforto, porque para ele é muito mais cômodo permanecer como está.

Veja também:

Copywriting - Paulo Maccedo

Este é um livro sobre O Método de Escrita Centenário Mais Cobiçado do Mercado Americano.

E a proposta dele é essa: Mostrar como aumentar o poder de comunicação e ensinar a desenvolver discursos altamente persuasivos e vendedores.

O autor conseguiu colocar nele boa parte dos seus estudos sobre o tema e tornou o conteúdo único.

O livro também é diferente por alguns motivos:

  • Primeiro, é denso e aprofundado, contendo mais de 60 mil palavras. Com isso, servirá como um verdadeiro guia direcionado à criação de comunicações persuasivas. O que você verá em suas páginas é um resumo de mais de um século de desenvolvimento da escrita para vendas.
  • Segundo, ele passeia por fatos históricos e escolas de copywriting mesclando isso com as partes técnicas. Foram incluídas muitas narrativas, cases e citações, o que fez evitar que o livro ficasse chato e enfadonho. Você aprenderá por meio de textos que geraram milhões de dólares.
  • Terceiro, vale como um MBA em marketing (palavras de leitores). Não temos muitos materiais bons falando de copywriting no Brasil. A maioria trata do assunto resumindo o método a fórmulas, templates e modelos. A obra vai na contramão disso.

Se você ler o livro da primeira à última página, aprenderá a pensar como copywriter. Assim, não ficará mais refém de gurus de marketing e nem precisará consultar uma planilha com gatilhos mentais toda vez que tiver que escrever um texto de vendas. Isso tudo torna o livro diferente da maioria dos títulos sobre o tema lançados em português até hoje. Você precisa conferir isso!

EDMAR JUNIOR
FULL-STACK MARKETER
Siga-me nas redes sociais:

Instagramfacebooklinkedintwittertiktokwhatsappsobre

 

 


Compartilhe este conteúdo!


Deixe seu comentário...

error: Conteúdo Protegido!